top of page

O Mercado de Trabalho em 2023


O futuro é incerto e imprevisível, mas é preciso estar preparado para as mudanças que virão. Isso se aplica, especialmente, ao mercado de trabalho que está em constante evolução e adaptação. Com a automação, a inteligência artificial e as consequências da pandemia COVID-19, é importante considerar como essas tendências afetarão a natureza do trabalho e a demanda por habilidades específicas em 2023. Como dizia o filósofo Heráclito:

"Não se pode entrar duas vezes no mesmo rio, pois as águas fluem sempre".

Assim, é importante estar sempre disposto a se adaptar e a seguir as tendências do mercado de trabalho para garantir sucesso e estabilidade profissional.


A automação é uma tendência crescente que pode desempenhar um papel importante na transformação do mercado de trabalho. Com ela, algumas tarefas tradicionalmente realizadas por humanos podem ser automatizadas, como processamento de dados, operações de fábrica e atendimento ao cliente. Isso pode afetar a demanda por habilidades específicas, como programação, análise de dados e inteligência artificial. Além disso, isso pode levar a uma necessidade crescente de reeducação e capacitação continuada para os trabalhadores, a fim de se manterem competitivos no mercado de trabalho.


Outra tendência emergente é a "economia gig", ou seja, a popularidade do trabalho freelance e autônomo. Com cada vez mais pessoas trabalhando como trabalhadores independentes e não como funcionários de uma empresa, isso pode afetar a segurança do emprego e os direitos dos trabalhadores. Além disso, isso pode levar a mudanças na natureza do trabalho, como aumento da demanda por trabalhadores flexíveis e adaptáveis.


A mudança na geografia do trabalho também pode ser uma tendência importante. Com a globalização e a tecnologia, as empresas podem contratar trabalhadores de qualquer lugar do mundo. Isso pode afetar a demanda por trabalhadores em diferentes regiões e países, além de mudanças no formato de trabalho e na forma como as empresas administram seus funcionários.


Por fim, com a popularidade do trabalho remoto e a necessidade de se adaptar às restrições de distanciamento social devido à pandemia, as empresas podem começar a oferecer mais benefícios de saúde e bem-estar a seus funcionários. Isso pode incluir opções de home office, flexibilidade de horários e benefícios de saúde mental e física, entre outros. Isso pode ser benéfico tanto para os funcionários quanto para as empresas, pois pode melhorar a saúde e o bem-estar dos trabalhadores, além de aumentar a produtividade e reduzir o absenteísmo.


É importante notar que essas tendências não são necessariamente mutuamente exclusivas e podem se sobrepor e influenciar umas às outras. Por exemplo, a automação pode ser usada para aumentar a eficiência das "operações gig", enquanto a mudança na geografia do trabalho pode ser facilitada pelo trabalho remoto.


Em resumo, o mercado de trabalho em 2023 pode ser afetado por uma variedade de tendências, incluindo automação, inteligência artificial, "economia gig", mudanças na natureza do trabalho, na geografia do trabalho e na saúde e bem-estar. Essas tendências podem afetar a demanda por habilidades específicas, a necessidade de reeducação e capacitação contínua e a segurança do emprego. É importante que os trabalhadores e as empresas estejam cientes dessas tendências e estejam preparados para adaptarem-se a elas.


 

MUNDORH


O mercado de trabalho está saturado?

Mito. Apesar das projeções de um 2023 de menor crescimento de mercado, a perspectiva é que ele continuará aquecido em 2023 – principalmente para algumas profissões. Segundo a consultoria Robert Half, os segmentos que lideram contratações no próximo ano são:


  • Engenharia

  • Jurídico

  • Mercado financeiro

  • Recursos humanos

  • Seguros

  • Tecnologia

  • Vendas e Marketing

Dentre essas áreas, as remunerações podem ultrapassar R $36 mil mensais em cargos de liderança.



CNN BRASIL

“A empresa de recursos humanos e recrutamento aponta quais são as 46 profissões mais promissoras para o ano de 2023, entre os setores de Bancos e Serviços Financeiros, Engenharia e Manufatura, Agro, ESG, Marketing/Digital, Financeiro e Tributário, Saúde, RH, Logística, Tecnologia da Informação, Vendas, Varejo, Seguros e Fintechs.”

 

“O que é economia GIG?

Em uma "economia GIG", um trabalhador pode se cadastrar em um serviço online, sem passar por processos seletivos presenciais, por exemplo, e receber pagamento por realizar tarefas. Um grande exemplo é a empresa Uber, em que motoristas podem atuar de forma independente após realizar um cadastro no aplicativo.”



Redator: Lucas Schaffhauser Carvalho

Adaptação: Valeria Z. - Comunicação Fatec Jaboticabal

Revisão: Professora Heloísa




Fontes:


21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page